Associação de Funcionários da Assembleia (Assalce) inicia campanha Setembro Amarelo

0

“Só uma palavra me devora, aquela que o meu coração não diz”

É com esse verso, tão lindamente cantado por Fagner, que iniciamos a nova campanha da Assalce: o Setembro Amarelo.

Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. Isso indica que a prevenção é fundamental para reverter essa situação, garantindo ajuda e atenção adequadas.

A primeira medida preventiva é a informação. É preciso perder o medo de falar sobre o assunto e mudar essa realidade por meio do esclarecimento, estimulando o diálogo e abrindo espaço para campanhas que contribuam para dar visibilidade ao assunto.

Por esse motivo, o presidente da Assalce e diretor do DSAS, Luis Edson Sales, se une ao presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio, deputado Evandro Leitão e demais membros, para a realização de ações informativas junto aos servidores da Alece, a fim de fortalecer a campanha de prevenção ao suicídio.

Participa, também, dessa ação o Departamento de Saúde e Assistência Social da Assembleia (DSAS) por meio do seu setor de psicologia.

Hoje, no Brasil, cerca de 32 pessoas se suicidam diariamente. No mundo, ocorre uma morte a cada 40 segundos. Aproximadamente 1 milhão de pessoas se matam a cada ano. Sabe-se, no entanto, que os números são muito maiores, pois a subnotificação é reconhecida. Além disso, os especialistas estimam que o total de tentativas supere o de suicídios em pelo menos dez vezes.

Estar atentos e saber reconhecer os sinais de alerta pode ser o primeiro e mais importante passo para a prevenção. Isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades de que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como “preferia estar morto” ou “quero desaparecer” podem indicar necessidade de ajuda. O suicídio é um ato de comunicação. Quem se mata, na realidade tenta se livrar da dor, do sofrimento, que de tão imenso, parece insuportável.

Portanto:
Se incomoda – reclame;
Se machucar – não permita;
Se dói demais – grite por socorro.
“Falar é a melhor solução.”

Informação Assessoria de Marketing e Comunicação da Assalce (Virgínia Bastos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here