Deputado Julinho ressalta impactos de projeto de limites municipais no Ceará

0
53

Depois de votado e sancionado pelo governador Camilo
Santana, o projeto vai servir de malha para a realização dos Censos de 2020

O deputado Julinho (PPS) destacou, durante o primeiro
expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira
(06/12), projeto de autoria da Mesa Diretora e que iniciou tramitação hoje na
Casa e tratada demarcação de limites municipais no Ceará.

Para o parlamentar, o projeto Atlas de Divisas Municipais surgiu em 2009, fruto de um acordo de cooperação técnica entre a Assembleia Legislativa, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), tendo como objetivo elaborar uma lei única das divisas municipais cearenses, devidamente atualizadas e georreferenciadas, possibilitando assim uma melhor gestão do território cearense.

“A partir destas demarcações,vai ser permitido o reconhecimento dos territórios pelos agentes públicos e pela população. O projeto procurou solucionar diversos problemas vivenciados pelos administradores municipais, garantindo a segurança jurídica necessária para que sejam tomadas as ações administrativas para o atendimento das populações das áreas de divisas”.  Julinho.

O deputado apontou ainda que a proposição buscou realizar a
atualização dos limites de forma técnica e contando com a participação dos
municípios. “Foram realizadas audiências públicas nas câmaras municipais de
todas as macrorregiões administrativas do Estado, e todos os municípios
receberam devidamente protocolados das mãos dos técnicos do IBGE os mapas
revisados, atualizados e georreferenciados”, relatou o parlamentar.

Em aparte, o deputado Elmano Freitas (PT) considerou o
estudo desenvolvido como fundamental para o Estado e que vai trazer impactos
positivos para a população cearense. “Parabenizo todos os envolvidos neste
estudo, acreditando que ele vai ter um efeito concreto na vida de várias
comunidades do Ceará”, avaliou.

O deputado Roberto Mesquita (Pros) também abordou sobre os
efeitos positivos que a aprovação do projeto vai trazer à população cearense,
especialmente dos que moram em áreas de litígio territorial.“Grande parte dos
municípios depende da transferência de recursos da União, mas enfrenta
dificuldades para conseguirem estes recursos por divergências geográficas. E
muitos municípios precisam desta lei para mudar os scoeficientes de
arrecadação”, comentou Mesquita.

O deputado Leonardo Pinheiro (PP) parabenizou Julinho pela
competência e dedicação a um tema tão importante para tantos municípios e que
impactam a vida de tantas pessoas. O deputado Evandro Leitão (PDT) salientou
que após a aprovação do projeto, muitos municípios poderão ter mais recursos
para investir em áreas como saúde e educação.

Já a deputada Fernanda Pessoa (PSDB) parabenizou toda a
equipe técnica do IBGE, do Ipece e da Comissão de Criação de Novos Municípios,
Estudos de Limites e Divisas Territoriais da Assembleia Legislativa pelo
compromisso e esforço empenhados ao longo dos últimos anos na pesquisa.

Informação Agencia Assembleia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here